quinta-feira, 16 de maio de 2013

Criando o diário de sonhos

"Nós somos do tecido de que são feitos os sonhos." - William Shakespeare, escritor britânico (1564 - 1616)

Em diversos artigos já comentei o quanto é saudável fazer um diário de sonhos. Ajuda no autoconhecimento, na compreensão das situações que vivenciamos (elas se refletem nos sonhos, simbolicamente), e ajuda ainda a receber os nossos conteúdos mais profundos do inconsciente de maneira tranquila. É saudável ouvir o inconsciente quando ele fala através de sonhos, fantasias e sensações, pois assim ele não precisará gritar através de sintomas e conflitos mais sérios. Acontece que tenho recebido diversas mensagens de pessoas que me pedem ajuda para criar o diário de sonhos. Como começar? O que é importante anotar além do sonho? Como fazer? Achei que seria interessante falar disso no texto desta semana. Temos aqui, então, algumas dicas de como montar o diário e trabalhar com ele.

Material necessário:
- 1 caderno (de qualquer tamanho e forma, com ou sem linhas, enfim, isso fica para cada um escolher. Pode ser um caderno "especial" ou aquele que sobrou do último ano escolar, mas é importante que a partir de agora o caderno sirva apenas para isso).
- Lápis ou caneta
- Lanterna ou luz de cabeceira (para quem costuma acordar no meio da noite com um sonho super claro na mente).

Perguntas frequentes: 
1- Posso fazer no computador?
Não. 
2- Por que não??
Porque os sonhos se perdem na nossa memória muito facilmente, prefiro que você anote ainda na cama e, para isso, o caderno é mais prático.
3- Ah, mas meu tablet liga super rapidinho e fica no meu criado mudo, não posso mesmo fazer o diário de sonhos lá?
Não. Envolva-se com este projeto, dedique-se, faça isso ser algo especial. Escrever à mão faz com que usemos áreas cerebrais diferentes das que usamos para apertar os botões do teclado, como a área ligada à coordenação motora fina, que exige um planejamento de ação mais cuidadoso. Além disso, ter o diário num caderno funciona como um lembrete, quando a pessoa entra no quarto e vê o diário perto da cama, já diz a si mesma que os sonhos são bem vindos, que está bem lembrar-se deles. O que não aconteceria ao ver o tablet ou computador.

Criar um diário de sonhos é uma ótima forma para a pessoa
se conhecer melhor.
Antes de ir para a cama:
Diminua o ritmo. Deixe de lado os problemas de trabalho, este é o momento de relaxar. Um banho morno pode ajudar, bem como ter uma rotina de preparação para o sono, que pode incluir além do banho, um chá quentinho e com pouco açúcar (de preferência sem); quem tem o costume pode praticar meditação, orar ou mesmo fazer exercícios de respiração; diminuir a luminosidade do ambiente; ter uma conversa ou leitura tranquila, enfim, cada um encontrará a rotina de preparação mais adequada a si, o importante é que ela exista e seja feita com envolvimento e prazer.


Agora sim, vá para a cama:
Use roupas confortáveis, que não prendam seus movimentos e de acordo com o clima da estação e da sua região. O mesmo vale para os cobertores, garanta o seu conforto térmico para não passar frio e nem calor, pois isso interfere na qualidade do sono.
Coloque perto da sua cama o diário de sonhos, uma caneta ou lápis (pessoalmente, prefiro lápis, pois permite observar melhor dados como o traçado das letras e a pressão colocada na escrita, mas outra vez, cada pessoa encontrará a melhor alternativa para si). Se você tiver uma luz de cabeceira, ótimo. Se não tiver, pode ter uma lanterna. A ideia aqui é, ao acordar com um sonho claro na mente, não ter que se levantar e, com os movimentos, perder as memórias do sonho.
Deite-se confortavelmente, feche os olhos e respire fundo. Quando soltar o ar, sinta cada parte do seu corpo relaxar. Agora, dê a si mesmo a ordem mental de se lembrar dos sonhos que tiver. Faça isso numa frase curta e com poucos verbos, como "vou me lembrar dos sonhos desta noite". Se quiser, acrescente outras frases como "terei uma ótima noite de sono", "acordarei feliz e com saúde perfeita", etc. É saudável dizer coisas boas a nós mesmos, lembre-se que nossas palavras constroem nosso mundo!

Bom dia!
Você acordou. Quero acreditar que acordou com calma e sem aquele barulho chato do despertador... Nada de pular da cama! Fique deitadinho aí, espreguice e esqueça o dia que está lá fora. Lembre-se da noite. O que você sonhou? Tente lembrar. Passe o sonho na sua mente e depois conte-o com palavras a si mesmo. Se for um sonho longo, complexo ou confuso, conte mais de uma vez. Agora sim, abra o diário de sonhos e vamos escrever!

Mas o que eu anoto?
Outra vez, com a experiência cada pessoa encontrará o próprio jeito de anotar. Estes são alguns dos dados que eu anoto e que peço aos meus pacientes para anotar:
- Data (incluindo o dia da semana, algumas pessoas têm sonhos mais significativos nos finais de semana, quando podem dormir e acordar com menos pressa).
- O sonho: anote o enredo da melhor forma que puder. É raro a pessoa lembrar do sonho todo, mas conforme persistimos, as memórias aumentam.
- Impressões: o que este sonho te passa? Sentimentos, sensações, ideias, lembranças que o sonho trouxe...
- Acontecimentos relevantes do dia anterior, mesmo que não pareçam ter relação com o sonho, como sintomas, situações ruins ou boas, conflitos, conquistas, etc.
- Para as mulheres: anote sempre em qual período do ciclo menstrual você está. Os símbolos que surgem nos nossos sonhos se transformam conforme os períodos do nosso ciclo. Em poucos ciclos você já poderá observar isso. Com essa consciência, lidamos melhor não apenas com nossos sonhos, mas com a condição feminina e com a própria sexualidade.
- Qual sua interpretação deste sonho, isto é, o que você entendeu dele? Que mensagem simbólica o sonho te passa? Aqui é diferente do campo das impressões. Se lá nos aproximamos do sonho, aqui nos afastamos e olhamos "de fora". Faça associações, deixe a mente livre, as melhores interpretações surgem assim.

Cada detalhe sobre os sonhos é relevante. Um castelo de
conto de fadas, um castelo medieval ou um em ruínas não
têm o mesmo significado...
Trabalhando com o diário de sonhos:
Nossos sonhos são nossa mitologia pessoal, diz o mitólogo Joseph Campbell. E, como eu já disse outras vezes, a palavra "mito" vem do grego mythos, que significa "discurso". Assim, conhecer os nossos sonhos é conhecer o nosso discurso interno. O que seu inconsciente diz? Folheie o diário. Quais são as situações em que seu inconsciente te coloca com frequência? Que pessoas (ou que tipos de pessoas) aparecem mais? Em torno de que giram os conflitos? Que símbolos aparecem com frequência? Existe algum dia da semana ou fase do ciclo menstrual em que os sonhos ficam mais claros? Como o seu dia a dia se reflete nos seus sonhos? Que setores da vida se manifestam mais? Não tenha medo, ouse fazer perguntas a si mesmo e aos seus sonhos (e até a elementos dos seus sonhos).

Mas e quem não se lembra dos sonhos?
Montar o diário de sonhos é uma boa forma de começar a lembrar. Insista. Todos sonham, isso é certo. Anote as impressões que teve ao despertar, mesmo que não lembre do sonho. Acima de tudo, ouça a si mesmo. O silêncio também fala. Algumas vezes grita.

21 comentários:

  1. Devo dizer que a senhora é mesmo uma bruxinha rsrsr Leu meus pensamentos! Costumo falar sobre isso dessa mesma forma, mas não com esses lindos detalhes!
    E mais: eu estava pensando se devia comprar um caderno ou se anotava no notebook (graças aos sonhos que ando tendo) ...... conclusão: eu tava certa em comprar caderninho novo!
    Adorei!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaha obrigada, Raquel! Que bom que já tem o caderno, fico super animada com essas coisas! Tenho que comprar outro, o meu já esta no fim. Ah, e quando o diário terminar, guarde. É muito gostoso folhear o diário de sonhos de vários anos atras e ver como a gente foi mudando... Beijo

      Excluir
  2. e quem não distingue sonhos e realidade? (por doença ou 'fuga')

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O sonho não deixa de ser uma realidade, a nossa realidade interna. Mas, é claro, as regras do inconsciente são diferentes das regras do mundo externo! Nesses casos de confusão, é importante primeiro ver em que contexto isso acontece. É normal, por exemplo, ter essa confusão logo que a gente acorda, naquele primeiros momentos em que nossa mente ainda não está totalmente desperta. "Sonhei ou o Fulano me falou isso mesmo? Mas eu já não tinha pensado nisso antes de sonhar?" Em outro tipo de contexto, é bom consultar um psicólogo, este profissional fará uma avaliação detalhada e orientará conforme o caso.

      Excluir
  3. Li o teu artigo e comecei o meu diário de sonhos, Bia. Como dito no artigo, é uma experiencia optima. Mas tenho uma questão, podes responder na Ágora, por favor, e podes deixar o meu nome. Desde miuda tenho sonhos sobre estar a cair. São bastante rápidos e intensos. Dificilmente há imagens, como uma sensação de queda. Sempre acordo de sobressalto depois do sonho e com a experiencia do diário percebo que os tenho com mais frequencia do que pensava. Gostava de saber se significam algo. Muito obrigada! beijos Maria Ines - Lisboa, Portugal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Maria Ines! Muito bom saber que você começou o diário de sonhos. O sonho que você descreveu é comum em muitas pessoas. Sua pergunta será, sim, respondida na Ágora, em breve.
      beijos

      Excluir
  4. Bia.. Sei que vc disse que deveria ter um caderninho só para esses sonhos. Mas recentemente comprei o meu diário da bruxa, iniciante. Coloco nele meus avanços com os sonhos, com as intuções e etc... O coloco toda noite ao meu lado e o preparo na folha certa para escrever.... O que vc acha? Desculpe colocar como anônima. Meu nome é Bianca. Eu não encontrei outro meio de postar aqui já que n tenho conta no Google, mas darei um jeito de te seguir( indo criar uma conta kkk).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Bianca, bem vinda! Neste caso você pode, sim, usar o diário de bruxa. Costumo pedir um caderninho só para os sonhos para evitar que meus pacientes anotem no computador/tablet ou pior, na agenda de qualquer jeito, junto com aquelas informações da correria do dia e geradoras de estresse (pois poderia ser um bloqueio para a memória dos sonhos). Mas não há problemas em marcar num diário, livro das sombras, livro menstrual ou qualquer outro associado ao autoconhecimento e a momentos especiais para si. Acho até que pode dar um resultado muito interessante!
      beijos

      Excluir
  5. Adorei, vou fazer o meu com muito carinho.Eu tenho sonhos muito pesados, ora eu sei o motivo, ora não...mas em todos eles, eu tenho muita dificuldade pra acordar e quando acordo me sinto totalmente cansada, como se tivesse corrido por horas.
    Beijo <3

    ResponderExcluir
  6. Obrigada <3, vou fazer o meu com muito carinho.Eu tenho sonhos muito pesados, como se estivesse realmente os vivenciando, e é muito difícil sair deles,quando acordo, estou sempre muito cansada, como se tivesse corrido a são silvestre rsrsrs.
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal que gostou, Gridyan! Muitas das pessoas que acordam cansadas fisicamente costumam se mexer muito durante o sono, "vivenciando" mais intensamente alguns sonhos. Muitas vezes incluir (ou intensificar) os exercícios físicos durante o dia, ao mesmo tempo em que cria para si uma rotina relaxante para a hora de dormir, ajuda muito. E o diário de sonhos será um grande aliado nesse processo. Bons sonhos!
      beijo

      Excluir
  7. Oi Bia, ótima as dicas, amiga já estou fazendo meu, é normal a pessoa ter mais que um sonho por noite? Por que as vezes tenho 5 ou 6 por noite, obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marcos! Pode ficar tranquilo, é normal ter vários sonhos por noite sim. Os sonhos mais vívidos acontece durante a fase do sono chamada REM, que acontece em media a cada 1 hora e meia. Então, uma pessoa que dormiu por 8 horas teve pelo menos 5 sonhos, mesmo que não se lembre.
      beijo

      Excluir
  8. Olá Bia.Muito lindo seu blog viuu. Comecei agora na arte da magia. Tenho 14 anos, meu nome é Beatriz(charas????) e essa questão de sonhos as vezes me complica, pois tento criar um caderninho mas não consigo segui-lo. Sempre acordo rapidinho para já sair e não dá tempo de escrever..Como gerenciar este tempo???Mas sempre tendo lembrar o máximo dos sonhos e quais são os mais frequentes.Percebo que sonho muito com pontes e temas futuristas. Sonhos muito fantasiosos,raramente sonho algo em uma situação real e geralmente são bem longos(mais um motivo para não dar tempo de anotar tudo).Apesar de só na mente eu conseguir algumas interpretações de acordo com situações vividas mas são todas bem superficiais e passado no máximo uma semana as esqueço. Sei que estou me dedicando pouco mas tenho algumas questões paradas com gestão de tempo. Você interpreta sonhos por aqui??? Se sim queria lhe pedir que interpreta-se um sonho que tive com um simbolo que não achei em lugar nenhum.Ele estava em um livro bem grosso e lindo,eu estava o lendo e sabia o que significava mas acordei e esqueci. É um losango com as pontas arredondadas e um outro losango dentro daquele com linhas inacabadas em cada vértice do losango maior.No sonho ele estava cheio de detalhes mas só me lembro disso.Tentei decifra-lo com alguma simbologia associando a uma solução de um problema recente em algo como: Losango:Junção de forças opostas.4 receptividades:Algo pode ser completado.Concretizar as forças do losango,que estavam louquinhas e assim sentir o equilíbrio da cruz meio apagada do centro do losango menor.Ou seja:Acho que eu estava tentando ajudar quem não merecia por medo de arrumar confusão e assim não tendo o equilíbrio ying yang necessário....(sinceramente não consegui explicar o que fiz direito) Mas está certo isso?????????

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha que legal, temos o mesmo nome!! <3
      Para gerenciar o tempo com o diário de sonhos, tenho duas sugestões. A primeira, e mais indicada é acordar dez minutinhos mais cedo. Mas eu sei que nem sempre da, quando eu estudava, tomava o ônibus das 5:40 da manhã, e sei muito bem como isso é corrido! Se for o caso, siga esta segunda dica: de manhã anote so palavras chave que te ajudam a lembrar o sonho, por exemplo " queijo gigante", "dancinha na classe". Então, a noite, quando se deitar para dormir, leia as palavras e anote o sonho com mais detalhes.
      Sobre o seu sonho, as interpretações são bem pessoais, sonhos nao tem umsignificado pontuado - sonhar com a nossa mãe podem querer dizer coisas bem diferentes para quem ama a mãe, para quem nao se da muito bem com a mãe ou para quem nunca conviveu com ela... Mas nao se preocupe tanto com aquele símbolo, o losango cheio de detalhes. Parece que o símbolo maior é a questão de decifrar símbolos e códigos, e no sonho você sabia fazer isso, você sabe decifrar o que é necessário na sua vida.
      Sobre sonhos fantasiosos, os meus também são! Quanto menos realistas os nossos sonhos, mais estamos abertos para o nosso inconsciente, que pode se mostrar sem se disfarçar de mundo real, isso é muito bom!
      Que legal que curtiu o blog! :)
      Bjs

      Excluir
  9. Alá Bia, amei as dicas e separei um caderno para começar a anotar hoje, eu sempre esqueço os meus sonhos , só lembro ao acordar, porém minutos depois eu não já não lembro mais, ou eu não lembro é durante o dia alguma palavra me faz lembrar, hoje tive um sonho que eu já havia tido antes, varias vezes e sempre esqueço agora, por exemplo agora eu já não lembro mais de como foi o sonho, só sei que ao acordar eu tive a sensação de que o sonho era importante e lembrei do sonho.Você acha que isso é normal ??
    Espero ansiosamente pela sua resposta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, tudo isso é normal. Ter o mesmo sonho ou sonhos parecidos pode acontecer, preste atenção ao que o sonho quer dizer, pois quando se repete, geralmente traz uma mensagem com um sentido muito forte para a nossa vida. Também é muito comum esquecer o sonho pouco depois de acordar. Nesses casos, evite se mexer ao despertar. Antes repasse o sonho na mente, reviva-o mais de uma vez se for preciso. Depois repasse o sonho com palavras, como se fosse contar a alguém. E aí sim anote. Se no começo so lembrar de sensações ou palavras soltas, tudo bem, o importante é anotar alguma coisa para criar o costume e sinalizar ao inconsciente que os sonhos são bem-vindos. Logo as lembranças ficam mais claras. Caso se lebre ao longo do dia, pode anotar nesse momento em algum lugar, mesmo que so uma palavra chave e depois com mais detalhes no diário, sem problemas!
      Bjs

      Excluir
  10. Acredito que o sono é uma fase onde nosso espírito se liberta da prisão corporal. Viajamos para outros planos, outros planetas... Muitas vezes ficamos aqui mesmo, mas de qualquer forma viajamos para fora do corpo. É nos sonhos que satisfazemos desejos reprimidos, nos encontramos com amigos, ou mesmo inimigos espirituais. Fazer um diário é tarefa de completa importância e que nos ajuda a conhecer a nós mesmos e o mais importante, saber para onde vamos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gabriel! Concordo com você, independente da forma como a gente olhe para os nossos sonhos, como algo espiritual, psicológico ou ainda apenas como o cérebro funcionando enquanto dormimos (penso que uma forma de ver não invalida as outras, só as enriquece), fazer o diário é fundamental. Conta muito sobre a gente mesmo e a nossa realidade.
      bjs

      Excluir
  11. Boa noite Bia, li e gostei de seu artigo, vou fazer está experiência. Obrigada e boa noite. Depois volto a postar.

    ResponderExcluir