sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Ágora - Não entrei na faculdade mais uma vez


Oi Bia. Eu to vivendo uma situação deprimente. Não consigo entrar na faculdade e este já foi meu terceiro ano fazendo vestibular. Tenho 20 anos e ainda não entrei quando tenho amigos da mesma idade que já estão quase terminando. Estudei num dos melhores colégios de São Paulo e meus pais tem uma condição social muito boa então eu sou muito cobrado por isso e me sinto péssimo por nunca conseguir mesmo tentando cursos mais fáceis de passar eu sempre acabo desapontando eles e fico me sentindo péssimo com isso. Até meu irmão mais novo que tem só 17 anos entrou direto numa ótima universidade e vai fazer engenharia aí eu acabo sendo ainda mais pressionado por isso, mas o L. (irmão) sempre teve mais cabeça pros estudos do que eu, ele é o mais inteligente e capaz da minha família toda. Mas me sinto péssimo Bia, sinto que sou uma vergonha pros meus pais. Me sinto uma pessoa fracassada e sem valor. 
D.


Olá, D.

Em primeiro lugar, o valor de uma pessoa não se mede em termos de sucesso ou fracasso. Ninguém perde seu valor por passar ou não numa prova. Por isso, D., por mais desagradável que seja não ter conseguido, isso não é motivo para se sentir menos do que outras pessoas.

Sobre a questão em si, a primeira coisa que pensei quando li sua mensagem foi: será que ele quer fazer faculdade ou só tem medo de desapontar a família? Profissão é coisa séria. Passamos a maior parte do tempo no nosso trabalho e mesmo nos outros momentos, nosso estilo de vida continua sendo marcado consideravelmente pela nossa profissão. E mesmo pensando mais a curto prazo, é bom lembrar que um curso universitário não é algo simples, exige gastos, tempo de dedicação, estudos e certos sacrifícios. Por isso, pense muito bem e não faça nada apenas para corresponder à expectativa da sua família. Se quiser fazer, faça por si mesmo. Existem outras opções para ter uma formação que você pode considerar, como cursos de curta duração ou mesmo uma formação técnica, mais voltada para a prática do que para o mundo acadêmico. Avalie as opções e escolha por si.

Caso opte por fazer a faculdade, vale a pena rever seus passos para descobrir onde está errando. Quais matérias e conteúdos tem mais dificuldade? Estudar em grupo é algo que ajuda ou que te distrai? Como se sai nos simulados? Ou os conteúdos estão claros, mas na hora da prova a pressão e a ansiedade atrapalham? Costuma deixar tudo para a última hora? Organizou um roteiro eficaz para os estudos renderem melhor? Também é preciso dar atenção ao lado emocional, cuidando dessa ansiedade que vem de toda a pressão que você recebe, D. É preciso esforço, mas é preciso também ter tempo de relaxar, dormir o suficiente, ter atividades divertidas com amigos e pessoas queridas, enfim, deixar esse "nervoso" ir embora.

Independente do que você decidir e de como a vida se desenrolar, saiba que não é isso o que determina o sucesso, o valor e muito menos a felicidade de alguém. A pressão se desfaz e a vida se torna mais leve quando as nossas escolhas são de fato nossas, quando os passos que damos são resultado da nossa vontade e necessidade, e não de expectativas que outras pessoas (por mais queridas que sejam) criaram sobre nós. Só podemos viver os nossos próprios sonhos, nunca o de outras pessoas.

Beijos,
Bia 


Para participar da coluna Ágora, envie a sua pergunta para o email bf.carunchio@gmail.com, você também pode participar enviando sua pergunta através da nossa página no Facebook ou do meu perfil pessoal.  Você tem a opção de se identificar ou de se manter como anônimo.

Um comentário: