segunda-feira, 31 de julho de 2017

Aspectos comuns numa EQM

Experiências de Quase Morte, ou EQMs, são experiências que acontecem a alguns pacientes em morte clínica ou muito próximos desse estado. Diferente da morte encefálica, a morte clínica é um estado reversível, ou seja, se receber socorro rápido, o paciente pode ser reanimado. Nos casos de EQM, após ser reanimada a pessoa relata experiências intensas e vívidas. Alguns relatam ter observado de cima tudo aquilo que se passava no local enquanto estavam "mortos" (a cena do acidente que levou a essa situação, a equipe de saúde trabalhando, o próprio corpo...), outros relatam fenômenos como viajar por um túnel escuro, ver uma luz muito brilhante que irradiava amor e aceitação plena, rever momentos marcantes da própria vida ou flashes do futuro, visitar outras dimensões, encontrar familiares e amigos já falecidos, entre outras possibilidades.

A ascensão dos abençoados, obra de Bosch (1490).
Como se pode ver, há diversos elementos
comuns de uma EQM (o túnel, a luz, seres
místicos...) Teria Bosch, em pleno século XV,
retratado uma EQM?
É muito importante dizer que quando estudamos EQM desde um olhar científico, o foco não é dizer se as experiências relatadas são reais ou não, afinal, para quem passou por isso foi real, ainda que enquanto algo subjetivo. O foco é compreender como esse fenômeno ocorre enquanto processo fisiológico/neuropsicológico, assim como estabelecer planos de tratamento para possíveis sequelas que tenham ficado para esses pacientes.

Após uma EQM é muito comum a pessoa se sentir um tanto deslocada, como se o aqui e agora não fosse tão real quanto a EQM foi. Conflitos familiares, rompimentos afetivos ou divórcios, ou mesmo sentimentos de não ser compreendido são muito frequentes, assim como conflitos e afastamento da carreira, medo de ser considerado doente mental e até um luto por ter sobrevivido. Alguns apresentam quadros de transtornos depressivos graves ou de transtorno de estresse pós-traumático (TEPT).

Frente a esse contexto, é fundamental rever a própria vida, repensando escolhas e fazendo os ajustes necessários para que tudo se acomode, voltando a fazer sentido novamente. Para isso, o apoio de familiares, amigos e pessoas queridas é fundamental, bem como o acompanhamento cuidadoso e respeitoso de profissionais de saúde capacitados para atender a essa crescente demanda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário